10 de nov de 2014

#BadBlood - 2° Capitulo.



- Apesar dos boatos, ele é lindo, não? – Miley apontou para o professor rindo.
- Miley! – Chamei sua atenção. – Não seja podre assim, meu Deus. – Soltei uma risada.

    Apoiei minha mão no seu ombro para segurar a risada, enquanto ela acompanhava a piada oculta comigo. Paramos de rir e começamos a encarar o professor, Jacob, que tirava seus papeis de teatro no pátio.

- Falando sério agora, você acredita mesmo nessas coisas que dizem? – Miley.
- Ele não tem cara, mas nunca se sabe... – Respondi.
- Desculpe garotas, mas vocês estão se oferecendo ao um homem que vocês não têm maturidade de segurar. – Taylor sentou no meu lado. – De longe, deu para perceber que vocês estavam falando dele e você – Apontou para a Miley. – Está tentando chamar atenção dele. Ele é bonito, boatos são apenas boatos e os deles? Ridículos.
- E você, Taylor. Acha que é mulher para ele? – Miley perguntou.
- Eu sei me valorizar. – Taylor respondeu fazendo uma cara de debochada. – Digo, às vezes, porque meu ego não é tão grande assim.
- Nem um pouco! – Comentei.
- Aposto minhas ultimas economias para você chegar nele, Taylor! – Miley.
- Ele não me interessa. – Taylor. – Não estou carente, guarde suas economias.

   Taylor se levantou, pegou os livros que tinha deixado no meu colo e deu a volta pelo pátio; Miley e eu a acompanhamos pelo olhar e logo que sumiu, trocamos olhares e voltamos nosso foco ao Jacob.

***
- Cara, como você consegue ser assim. Tão seria, tão chata, tão boba para as coisas. Era só uma dança, quando vai entender!
- Só vou entender quando você parar de sentir vergonha de mim e parar de dançar e se esfregar com seus garotos. – Falei ficando de frente para a Vanessa. – Você sabe o que eu passo aqui e com toda essa fama de “não ligo para nada, só quero fumar, beber e me divertir” e no fundo, eu me importo.
- Não é tão fácil para mim, tudo bem? Não sou que nem você, imune às criticas. Você é minha primeira namorada, ainda é difícil mudar a visão das pessoas...
- Vanessa, me desculpe. Mas no dia que você parar de empinar sua bunda para seu ex-namorado e conseguir me amar fora dessas paredes, você volta a falar comigo porque não quero um relacionamento dessa maneira.

    Aproximei-me da Vanessa, encostei minha testa na sua e dei um selinho longo. Meu rosto foi ficando quente, meu coração gelado. Depois de tantas vírgulas, um dia chega ao ponto final da infelicidade.

- Eu te amo muito, mas não tem como ser assim para sempre. – Sussurrei.

***
- Katy, já são 22h00min. Não vai para casa? – Perguntei entrando em sua sala.
- John, entre e feche a porta, por favor. – Katheryn disse passando a mão entre seu rosto. – Estou suando de nervosa.
- O que houve? – Disse em um tom preocupado.
- Sabe o caso dos primos Huntts? Eu estava assistindo televisão hoje de manhã e tinha um detetive dando entrevista sobre isso, ele disse algo que me chamou atenção e eu não sei como dizer isso... Eu não erro, não sei como é possível essas coisas acontecerem, mas eu acho que... John, eu acho que cometi um erro tremendo, eu não tenho certeza, mas as coisas estão claras agora e eu prendi um inocente, os fatos, os depoimentos não batem mais! Olha, veja bem: a garota sumiu, ela tem 17 anos e esta desaparecida, sem corpo, sem um fio de cabelo, talvez morta no momento e eu prendi Harold Huntts pelo desaparecimento, quer dizer, olha o que eu estou falando, Harold levou a culpa por um homem que é seu oposto, esse homem age ainda, muito provável, Harold não mataria sua prima, mataria? Eles têm uma historia grande de desentendimento, mas alguém da família que testemunhou... sabe que ele é inocente, as histórias agora não batem e eu ganhei uma promoção por isso.
- Katy, você quer dizer que isso tudo esta errado? – Olhei nos seus olhos claros e dei risada. – Contra os fatos, não há argumento. Lembra-se da câmera de segurança, lembra-se do depoimento do próprio Harold sobre seu ódio a prima? Esse detetive de televisão não sabe o que fala e você como uma ótima detetive não pode acreditar assim, esse caso está fechado e muito bem finalizado. Só falta um caso para você voltar a sua cidade e ser promovida a chefe, calma!
- Não é só isso, aqui tem tudo dando errado. Eu preciso ver o Harold na prisão, talvez reabrir esse caso... não tem nada ao nosso favor e minha dignidade está baixa.

    Levantei-me da cadeira e dei a volta pela mesa de Katy, a puxei com um impulso e escorreguei minhas mãos pelo seu corpo. Ela se arrepiou e seu coração estava acelerado e seu corpo quente.

- John, você não está me apoiando! – Ele se afastou de mim. – Não quero isso.
- Katy, vamos para a casa, eu vou cozinhar e te distrair. Amanhã é domingo, eu mesmo irei voltar aqui pegar esses papeis e ver o que está acontecendo. Irei apoiar sua atitude de ir ver Harold, mas agora, me apoia um pouco. – Passei a mão pelo seu rosto e sorri de um jeito malicioso.
- Tudo bem...

    Sorri e ajudei-a vestir seu casaco sobretudo.

***
- Duas de costas, um peito e submerso deu 03:15 segundos. – Disse para mim mesmo anotando no meu celular. – Acho que foi duas de submerso que deu 02:05 segundos ou foi junto com peito, não tenho certeza... – Fiz careta para meu próprio celular pensando.

    Guardei meu celular dentro do meu roupão e voltei para a borda da piscina, olhei para o relógio que ficava na estreita da quadra. Logo esperei o relógio dar a volta completa para voltar a piscina.

- Acho que tenho que lhe dar uma advertência.
-Não é preciso, já tinha terminado mesmo. – Disse dando passos longos para trás. – Só estava vendo verificando se estava tudo certo para amanhã.
- Você ia fechar a piscina com a capa, certo?
- Sim, professor não precisa de preocupar! – Respondi.
- Eu terminei tudo com o teatro, se precisar de ajuda... Hoje é sábado, vai estar tudo aberto, então, é bom tomar cuidado em ir para seu prédio assim.
- Tem razão, eu vou arrumar aqui e ir logo para meu prédio, ele fica aqui perto...

    O professor Jacob pegou a capa da piscina e começou a arrastar para perto, fiquei olhando ele cobrir a piscina sozinho, nem me movi para ajudar.

- Vá se trocar, que irei terminar fechar.
- Não precis...
- É uma regra: se o aluno passar do horário do entretenimento e um professor estiver presente, ele deve esvaziar o local e fechar!
- Tudo bem...

    Agarrei meu roupão e fui andando para o vestuário, olhei para trás e ele estava sentado na cadeira, rapidamente abri meu armário e peguei minhas roupas para me trocar.
    Peguei meu vestido e o coloquei arrumando meu cabelo de um jeito que não ficasse tão bagunçado sem a touca. Sai do vestuário e acompanhei-o até a saída, entreguei a chave que o treinador me deixou.

- Irei entregar para ele amanhã logo cedo, não se preocupe. – Avisou.
- Boa noite professor.
- Boa noite, até mais. – Ele desejou seguindo caminho oposto.

    Sai andando rapidamente para meu prédio. Como é sábado, é comum as ruas estarem vazias, já que 70% dos alunos, incluindo minhas amigas saem as festas que outras republicas dão. E eu essa noite irei finalizar com um banho quente e mais alguns episódios de Grey’s Anatomy comendo uma boa pizza quatro queijos.

    Logo que cheguei em meu apartamento, abri minha bolsa para tirar minha roupa húmida e dei conta que meu celular não estava ali. Que merda, pensei ao sentir falta dele.

3 comentários:

  1. Mirelinda, você voltou! ♥
    Eu já te falei inúmeras vezes o quanto eu amo a sua escrita, as suas ideias, as suas histórias. E eu estou aqui desde 2011 lendo tudo e você só tem melhorado, me sinto uma Mirelover de carteirinha e FC oficializado HAHAHA, porque eu realmente amo isso aqui. Bate até uma saudadezinha do blogger... snif, snif.
    Mas, então, eu amei o capítulo! Você é tão maravilhosa, a história é tão maravilhosa, eu estou tão louca por uma continuação! E o que falar desse layout? A-ha-zou-! Ah menina, você só aparece aqui pra destruir tudo, eu amo vc ♥
    Beijos, estou com saudades - e atualmente sem whats tbm T.T. Você mudou o user no twitter? Não estou te achando, irei entrar em desespero sjfghsdjfkg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Thay, eu sinto tanta sua falta! Olha como eu deixo isso aqui abandonado, eu queria que 2011 voltasse e congelasse :( Nossa, como eu te amo ♥♥♥ Melhor Mirelover que existe (porque é a unica). Você sabe que eu elogio você em dobro, por toda sua criação, que sempre digo que é incrível.
      Eu vou te chamar no whats, porque estou sem qualquer outra rede social, me cansou mesmo o twitter e acabei desistindo. Quando puder me responde no wpp. Te amo muito ♥
      E eu adorei a sua capa, eu vou usar ela porque ficou melhor que a outra. Ficou linda demais e me sinto importantíssima por você ter criado a minha primeiro, ficou linda mesmo.

      xoxo, Mirela.

      Excluir
  2. Mirelinda do meu core estou aqui de novo com um presentinho pra você. Ta, mas o que é esse presentinho? Lembra que, umas semanas atrás, eu te passei um site que dava pra encomendar capas pra fanfic? Então, eu estou tentando fazer algumas agora HAUAHUA ainda estou em treinamento mas quis fazer uma especialmente pra você ♥ Olha aqui e vê se gosta: http://4.bp.blogspot.com/-P7a6JKcWgD8/VGlK-9cJlMI/AAAAAAAAKIQ/EK6FvD6aD0Y/s1600/BAD%2BBLOOD.png

    ResponderExcluir