29 de set de 2015

#badblood - 20° capítulo.


- O que acharam da minha música? – Perguntei para as meninas.
- Adoramos Perrie, ela é muito linda. – Jesy respondeu. – Fizemos um demo bem legal usando a sua e dividimos os versos.
- Ela é muito linda. – Jade disse aparecendo melhor no vídeo. – Vamos te enviar.
- Estamos com saudades suas. – Leigh-Anne falou, fazendo um coração com as mãos.
- Também estou morrendo de saudades, quero ver vocês logo. – Respondi. – Agora tenho que desligar, eu amo vocês.
- Também te amamos, Perrie! – Todas falaram juntas e riram.

       Fechei o notebook dando fim a minha ligação via Skype com elas. Dei um sorriso ao lembrar dos elogios dela e do e-mail secreto que recebi da Taylor falando sobre a música, mas não falando onde ela está e se posso ver ela. Ficarei tranquila com isso, se ela pode ouvir e responder, acredito que esteja bem... Apesar de querer saber mais sobre isso.

- Legal... Sempre vamos nos encontrar por aqui?

       Aquela voz grossa e um pouco rouca falou dentre risos. Voltei a recolher minhas coisas.

- Pena que você chega e eu saio. – Respondi.
- Pois é, você poderia parar de fugir sabe... Eu posso te deixar sozinha aqui e voltar outra hora ou podemos conversar um pouco. – Ele riu. – Não sei se já me apresentei, mas sou Zayn.
- Você já tinha dito. – Tentei rir simpaticamente.
- Seu nome é Perrie, mas você não tinha dito. Eu sei porque tenho aula com você e isso você também já sabe. – Ele falou se aproximando e se sentando. – Toca? – Apontou para o piano.
- Sei improvar algumas coisas. – Respondi.
- Ah, eu também enrolo bastante com isso. Eu sei alguns acordes de violão, ai eu repito e tento compor alguma coisa. – Zayn falou sorrindo. – Não são perfeitas que nem a sua que vi outro dia, mas elas são legais...
- Bom saber. – Falei.
- Mas você não está interessada e só quer ir embora. Então... – Ele apontou para a porta dando um sorriso fraco.

      Falei um baixo “obrigada” e me levantei saindo. Não queria demostrar ser tão chata, mas eu não queria falar com ele e nem quero...

- Perrie! – Ele riu. – Você pode fugir de mim, mas não esqueça suas coisas. – Ele mostrou meu caderno. – Um dia eu posso não devolver e forçar você a falar comigo.
- Prefiro ficar sem minhas coisas. – Retruquei com um toque de cinismos.
- Gostei, você falou mais de cinco palavras comigo. – Zayn. – Estou quase lá.

***

- Sempre que me paga meu almoço é para tentar tirar alguma coisa de mim. – Ariana.
- Nem sempre. – Respondi.
- Na verdade é desde criança mesmo. – Ariana se sentou. – Eu só quero uma bebida.
- Bebida?
- Sim ou eu tenho que ser aquelas filhas que senta com o pai e finge que não bebe?
- Pode ser, você ainda é minha criança. – Tentei ser um bom pai.
- Hm, já provou caipirinha de kiwi? Dizem que é coisa de brasileiro, mas é gostoso. – Ariana falou olhando o cardápio. – Nossa aqui tem um vinho, dizem que existe poucas copias dele em todo mundo, olha o preço. – Ariana fez uma cara de surpresa. – Caríssimo.
- Já tomei qualquer tipo de caipirinha que imaginar. – Respondi vendo no cardápio também. – Hoje eu não vim falar nada sobre esse caso, sua faculdade e sim de você. Desde que cheguei me sinto mais afastado do que o normal.
- Acho que esta tarde para ser um pai presente. – Ariana mexeu a boca.
- Estou tentando, é complicado para mim. Podemos ter uma relação saudável e presente. – Sugeri sorrindo. – Você sabe, suas amigas devem adorar um pai como eu. Totalmente liberal, estou lhe pagando uma bebida. – Dei uma risada. – Eu tenho estilo, não ando de social nem nada, tenho um emprego que ganho bem, viajo e interessante.
- Tenho um pai muito convencido. – Disse Ariana em meio de gargalhadas sinceras.
- Também. Em troca digo aos meus amigos que tive a sorte de ter uma filha bonito e inteligente que com meu emprego, os garotos vão me poupar de preocupação. – Olhei para ela. – Não estou certo?
- Sobre os garotos está. Mesmo a maioria deles nem saber da sua existência. – Ariana. – Mas se quer saber, sua vida amorosa deve ser mais agitada que a minha e a sexual também, porque eu não saio com ninguém e recentemente dei um belo de um bolo em um rapaz legal, mas que não me interessei. – Ela apoiou seu cotovelo na mesa e encostou a cabeça.
- Não cite minha vida sexual e amorosa como exemplo. – Falei. – Você não sabe de nada.
- Não sei porque você não me fala, mas eu tenho ideia. – Ariana deu risada. – Fale um pouco dela, quem sabe tire uma lição.
- Acredito que não tenho muita coisa a dizer sem comprometer o respeito que devemos ter entre pai e filha, mas eu errei muito ela e ainda erro nela... É complicado isso minha filha. Se tem uma lição que deve aprender é pensar com a cabeça e não com a cabeça lá de baixo, porque quando se trata da vida amorosa do seu pai, ele só pensa lá em baixo. – Expliquei fazendo uma careta.
- Meu Deus! Nunca mais fale isso porque pensei em muita coisa e.... Que nojo! – Ariana falou fazendo gestos de querer vomitar. – Olha, nunca mais pergunto sobre isso. – Ela começou a rir. – Realmente minhas dúvidas estavam certas, meu pai usa seu instrumento bem mais do que eu.

        Encarei de um modo bizarro Ariana dizendo “instrumento”, a reação dela com o que disse foi engraçada e me fez pensar que ela seria muito tímida comigo ou que era virgem.

- Ali está ele, filmem a cara dele! Ele está brincando com tudo isso. – Uma mulher gritava.
- Quem é essa, pai? – Ariana perguntou assustada.
- Esse homem é repugnante, descobri muita coisa sobre ele e como ela brinca em serviço. Ele fica dizendo calma, que está fazendo de tudo que pode, que está investigando, mas fica ai com mais uma aluna para usar e abusar. Eu sei muita coisa sobre esse homem, descobri muita coisa desse homem sujo que brinca com o caso da minha filha e não a deixa descansar em paz depois de uma morte horrível que não tem criminoso. – A mulher gritava pelo restaurante engolindo palavras. – Ele é um criminoso e merece estar na cadeia, ele não faz nada!
- Essa é a mãe de Lily. – Respondi Ariana, me levantando da cadeira. – Venha, vamos embora!

        Peguei Ariana e abracei pelo ombro, tentando afastar todos os repórteres de perto dela.

- Olha ai com outra criança! – A mãe de Lily gritava.
- Senhora, já conversamos antes! Não faça essas coisas, está comprometendo a senhora mesmo! – Tentei dizer para ela, que tentou me atacar.

       Empurrei levemente Ariana para fora do restaurante e abri o carro, abri a porta para minha filha e andei rapidamente para o outro lado. Os fotógrafos pegavam cada passo meu, com mãe de Lily me seguindo. A rua estava lotada de jeito olhando. Antes de abrir a porta, olhei para a mãe de Lily.

- Quando digo que estou fazendo de tudo é porque estou fazendo de tudo. Se você realmente descobriu coisas ao meu respeito, deve saber que nunca deixei um caso meu aberto e esse não será diferente. Entenda que é delicado e estou me esforçando.
- Cala a boca, não fale mais da minha filha e suas mentiras. Você vive dentro de mentiras.

        Abri a porta do carro e entrei, olhei rapidamente para Ariana que parecia muito assustada, a mãe de Lily tentou bater na janela do carro. Liguei o carro e comecei a andar lentamente para afastar toda a aproximação dos fotógrafos. Mãe de Lily não se afastou e cuspiu no vidro do carro do meu lado esquerdo. Tentei não olhar para aquilo e fui acelerando até conseguir sair daquela roda de flashs, sem dizer uma palavra para Ariana acelerei e com um ronco do carro, sai sem rumo... Apenas sai.

6 comentários:

  1. Olá! Uma das tuas recentes histórias está nomeada para "As Melhores de 2015".
    Como está nas regras, terá que aceitar a nomeação.
    Link: http://criticasdefanfics.blogspot.pt/2015/10/as-melhores-de-2015-pre-indicadas.html

    Beijos e Boa sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela indicação.
      xoxo, Bonnie

      Excluir
  2. leitora nova <3 (n me lembro de já ter comentado aqui, anyway)
    SUA URL MDS JA AMO
    zayn ♥
    "cuspiu no vidro do carro do meu lado esquerdo." eu to rindo djknnsmfkmdshks
    queria ter um pai liberal igual o da Ariana, viu?
    baby, qnd vc vai atualizar o clumsy? eu preciso saber oq acontece dps q a selena leva uma porrada na cabeça kcjsdjhfdhjhsd
    continua loga, bjs bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado do blog, url e fic haha serio mesmo.
      Não sei se queria um pai assim, tão ausente etc. Bom, vamos ver daqui para frente. Eu não sabia se tinha alguém lendo aquela fanfic, mas vou terminar ela sim, da próxima vez que postar aqui, posto lá. Irei postar sim.
      xoxo, Bonnie

      Excluir
  3. eu preciso ler essa fanfic logo, ela é tão maravilhosa. tô sem tempo, no entanto.
    passando pra perguntar se seu número ainda é o mesmo, porque estou com saudades.
    vou ler tudinho nesse mês ainda,
    pode aguardar meus surtos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. miga você não leu ela :(((((((((((((((((((((( mas eu te entendo sim, nem tenho tempo para escreve-la. Sim, ainda é o mesmo, vou te mandar mensagem.
      vou aguardar sim, os seus são meus favoritos <3
      xoxo, Bonnie

      Excluir