Running – 1° Capítulo.

NOTA: Recomendo a leitura do curta Criminal Case para uma melhor apreciação de Running.


Joe deslizou as pontas de seus dedos por toda cintura de Demi e voltou a beijar seu pescoço. A moça cujo os cabelos eram cumpridos e lisos sorriu buscando os lábios do amado. Por alguns segundos, o casal encarou-se nos olhos fazendo com que, mais uma vez, Demi perde-se em seus próprios pensamentos enquanto fitava as íris esverdeadas de Joe.
Os celulares posicionados na cabeceira da cama começaram a tocar em sincronia e a primeira alternativa do casal era ignorar tais ligações que insistia três ou quatro vezes. O rapaz deitou seu corpo na cama e observou Demetria esticar as mãos para alcançar seu celular.

- Demetria Lovato. – Ela sorriu para Joe que fazia careta da situação.

O sorriso de Demetria sumiu de seu rosto que tomou uma expressão assustada e pálida. Com o celular no ouvido direito, ela levantou-se da cama a procura do controle remoto. Por sua vez, Joseph observava a amada desconfiado.

- O que aconteceu? – Ele perguntou e ela o ignorou voltando atenção para o controle remoto.
- A notícia já se espalhou? – Ela perguntou para seu contato. – Como ele fugiu?

Joseph arqueou as sobrancelhas e alcançou seu telefone. Viu entre as notificações cheias o número de seu chefe e seu assistente. Discou o número do assistente deduzindo que a pessoa que compartilhava a ligação com Demi, era o chefe de ambos.
Rapidamente seu assistente atendeu e com a voz pouco rouca já perguntou:

- Já recebendo a notícia?
- Por partes. – Joseph caminhou para o lado oposto de Demi. – Quem fugiu?
- Wilmer Valderrama. – O rapaz respondeu com a voz falha. – Essa noite.
- Alguma notícia sobre o paradeiro dele?
- Ainda não. Ele sumiu após matar um guarda.
- Tudo bem... – Joseph respirou fundo. – Mantenha-me informado, por favor.

Joseph encarou a tela do telefone por alguns segundos e ouviu Demi despedir-se de sua ligação. Olhou para amada que conseguiu ficar mais pálida do que habitual e agarrou-a no ar quando começou a chorar. No chão, Joseph enrolou seus braços pelo corpo de Demetria e beijou sua testa. Ali o silencio se instalou e os pensamentos do casal foram preenchidos de lembranças dos últimos dois anos.
Ao prestar atenção no noticiário nacional, a foto de Wilmer seguida de Demetria com Joseph foi exposta e a jornalista iniciou:

- Após dois anos em prisão de segurança máxima, Wilmer Valderrama, o serial killer mais conhecido de Washington foi dado como fugitivo da penitenciaria após matar um guarda noturno. Wilmer ficou conhecido quando matou sete mulheres e um homem há dois anos trás. O curioso desse caso é que sua ex-mulher, Demetria Lovato, era a investigadora designada para esse caso que deixou todas as mulheres da capital assustadas. Wilmer, por sua vez, era psicólogo de traumas e perdas. Foi condenado a prisão perpetua e cumpria pena em segurança máxima a pedido do Estado que atendeu uma das exigências da ex-mulher e investigadora. O FBI ainda não deu nenhum comunicado sobre a fuga e as futuras buscas. Wilmer Valderrama é um homem perigoso e se você tiver alguma notícia ou paradeiro, ligue para a polícia.

Demi encarou a televisão e todo seu medo desapareceu ao ser consumida pelo ódio que tanto a dominou durante um ano. Ela sabia que Wilmer estava por perto e imaginava qual seria seu primeiro passo para chamar sua atenção. E ele já tinha uma certeza, ele teria atenção de Demi.

***
Era tarde da noite e aquele deposito cheirava a mofo. Wilmer andava em passos lentos em volta de uma moça morena e com os olhos escuros, ela chorava de maneira silenciosa e ele observou as lagrimas caírem por todo seu corpo nu. Ele afastou todo o cabelo cumprido de sua nuca e apertou lentamente sentindo certa excitação que não sentia fazia um bom tempo.

- Reconheço você. – Ela quebrou o silencio encarando o chão.
- Quem são eu?
- O homem que matou todas aquelas mulheres. – Ela levantou o olhar. – É você.
- Sim. – Ele soltou uma rápida risada. – E você... – Levantou as peças de roupa da moça e procurou sua carteira, pegou a pequena identidade. – Dolly Sanders. Um belo nome.
- Ela irá achar você novamente.
- Eu conto com isso. – Wilmer respondeu ainda risonho. – Com sua ajuda.
Antes que ele pudesse aproximar suas mãos, a garota cuspiu em seu rosto deixando Wilmer com o rosto vermelho de fúria. Ele riu balançando a cabeça negativamente, por alguns segundos, ele apenas passou o pedaço de pano para limpar seu rosto.

- Não deveria ter feito isso... – Ele aproximou-se da moça. – Não deveria...

Com suas duas mãos, Wilmer pegou a cabeça da moça e com toda sua força bateu contra a parede que a amarrou. Com cerca de seis pancadas, o sangue da moça jorrou em sua volta e pela parede. Os olhos caídos fitando o chão já não tinha vida. Estava morta.
Ele limpou o suor do rosto com as mãos sujas de sangue e observou o corpo sem vida. Não era suas intenções, mas foi tomado pela raiva. A raiva de lembrar de sua ex-mulher, Demetria. A última pessoa que cuspiu na sua cara minutos antes de ser preso e esquecido em uma cela. Mas o estrago estava feito, não se arrependerá daquilo.

***
- Dois operários acharam ela essa manhã. – Ryan, o assistente, correu para informa-los.

Joseph poupou o jovem e seguiu em sua frente acompanhado de Demetria. Ele pegou dois pares de luvas em um compartimento no caminho, colocou-as e entregou outro par a Demi. Ao aproximar-se do corpo, com a delicadeza em suas mãos ele abriu os olhos da moça e afastou os cabelos. O corpo já frio e pálido, mostrou algumas marcas roxas pelo pescoço e bochechas.

- Foi ele?
- O M.O é diferente, mas há marcas no pescoço.
- E achamos digitais que já foram para o laboratório. – Ryan completou.
- Mas é ele. – Demi observou a moça. – É Wilmer.

8 comentários:

  1. AÍ MEU DEUS
    uma continuação de uma das melhores fanfics que eu já li ESTARIA EU SONHANDO?
    dei berro atrás de berro aqui enquanto eu lia
    já estou ansiosa para os próximos capítulos, Joe e Demi aqui são muito otp sim!
    um casalzao da porra
    aguardo ansiosamente o próximo
    SÓ VEM!
    enfim, poste assim que der
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU PROMETI E VOU CUMPRIR.
      Fico feliz que tenha gostado tanto de criminal case. Espero fazer uma continuação digna.
      Posso soltar um spoiler que eles sofrerão muito dessa vez.
      Vou postar assim que finalizar o próximo.
      Beijos, Mirela.

      Excluir
  2. ETA PORRA ETA PORRA
    so sei falar isso da mini fic e dessa fic
    to adorando esse clima de triangulo amoroso mto bom
    suas fics sempre boas posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado e vai ter muito EITA PORRA
      Será um triangulo da morte #spoiler.
      Obrigada viu.
      Beijos, Mirela.

      Excluir
  3. MEU DEUS, QUE ÍCONE
    Eu adoro Criminal Case e, definitivamente, eu já adoro Running. Não sei como vc consegue escrever suspenses tão bons, vai de foder Mirelaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Amo a Demi, mulherão da porra. Ela e o Joe são o casal mais lindo do mundo sim!
    POSTA MAIS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você já até leu meus rascunhos, então, pode dizer que gosta sim.
      Adoro minha criação de mulheres da porra.
      Será que vão continuar como um casal? Plantei a duvida.
      Vou postar quando finaliza-lo.
      Beijos, Mirela.

      Excluir
  4. Eu fiquei com saudade, no início não entendi nada, mas agora fico feliz com sua decisão. Tem algumas histórias que são complicadas, mas com o tempo você consegue desenrolar... Enfim... Amei. Continua, tá? E não demora, por favor. ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada por ser compreensível. Quando comecei YES os personagens eram criados por mim e em outra cidade/país, quando adaptei para fanfic/jemi, algumas informações se perderam.
      Espero que goste de Running. Vou postar assim que finaliza-lo.
      Beijos, Mirela.

      Excluir

GNMH CRÉDITOS ❤