#BadBlood2.0 - 48° Capítulo.



- Jake? – Chamei ao abrir a porta.
- Na cozinha. – Respondeu.

Deixei a chave pelo lado de dentro da porta e minha bolsa no sofá, segui para a cozinha e derrubei o pacote que estava carregando. Jared estava com suas duas mãos no ombro de Jake, ele sorria. Meu corpo ficou mole, mas mantive o equilíbrio porem imóvel.

- O que está fazendo aqui? – Perguntei. – Ele te machucou? – Perguntei ao Jake.
- Não, muito. – Jake respondeu.
- Estou aqui para conversarmos. – Jared respondeu. – Sente-se, vamos jantar.
- Eu vou ligar para a polícia. – Falei e corri para pegar minha bolsa.
- Taylor, se você pegar seu celular eu irei machuca-lo. – Jared apontou uma faca. – Deixe seu celular em cima da mesa ao lado do nosso.

Com as mãos tremulas entreguei meu celular e sentei na cadeira em frente ao Jake. Jared soltou a faca e guardou em uma gaveta, ele sentou ao lado de Jake que mantinha uma feição seria.
- Sem armas. – Jared sorriu. – Jake e eu nos desentendemos quando chegamos aqui e acabou ganhando um ferimento que já cuidei.

- Você disse uma vez que fez um curso de primeiros socorros. – Falei. – Isso era verdade.
- Tudo que falei a você naquela época.... Nunca menti. – Jared.
- O que veio fazer aqui? – Perguntei.
- Eu sei que descobriu o vídeo na noite que Lily morreu. – Jared serviu os pratos. – Fiz o seu favorito.
- Não estou com fome. – Respondi. – Jake, eu não falei com você, mas ele matou Lily.
- Ele sabe disso, contei a ela. – Jared sorriu. – Tivemos um bom papo hoje e ele está quieto assim porque fizemos um acordo e não, Taylor, você não irá saber qual. – Riu.
- Porque matou ela? – Perguntei com lagrimas.
- Fascinação. – Respondeu inspirado. – E foi um acidente precipitado.
- Você não queria matá-la? – Perguntei. – Foi um pouco profissional para quem não queria.
- Tudo bem, eu iria falar disso depois do jantar, mas se quer isso agora. – Jared largou os talheres. – Vamos fazer isso.
- Jake porque você não diz nada? – Encarei Jake.
- Nós já conversamos sobre tudo que vem agora. – Jake respondeu. – Não é minha briga.
- Taylor, você dizia tanto sobre Lily ao meu lado. O quanto ela era boa e você queria supera-la que passei a observa-la melhor e cada vez que a via, ficava fascinado com a pureza de uma garota.
- Você queria ela?
- Não como queria ficar com você. De qualquer forma, eu cheguei muito perto para ela criar um medo de ficar sozinha. – Jared respondeu enquanto comia. – Eu realmente invadi a privacidade dela e descobri que ela traia o outro Taylor, coitado do rapaz. – Ele riu. – Duas vezes em pouco tempo, ele seria um ótimo culpado. – Continuou rindo. – Mas descobri que ela tomava anabolizantes que ela jurou antes de morrer que eram vitaminas.
- E você matou por ela nãos ser tão pura. – Conclui.
- Não! Eu queria assusta-la, mas ela quis lutar comigo e aconteceu. – Jared ficou sério. – Fiz o melhor que eu pude e o que meus irmãos me ensinaram para esconder o que aconteceu.
- Ninguém nunca iria descobrir? – Encarei com desprezo.
- Johnny desconfiou quando me viu entrando em sua republica. Percebe que todos meus erros foram os que levavam a você? – Jared sempre ria. – Eu procurei por você tanto tempo e você estava com ele. – Abraçou Jake de maneira forçada. – Ele te conquistou.
- Não foi ele que te machucou, Taylor. – Jake falou com nojo. – Descobriram que ele matou Lily e agiram para machucar você. Ele tentou impedir.
- Jake, você acredita nisso? – Perguntei abismada com a situação. – Deus...
- Meu acordo com ele foi: ele conta a você sobre NY e eu conto quem é. – Jared. – Eu sairei por aquela porta... – Apontou. – E você terá um nome e evidencias.

***
- Onde está Taylor? – Theo perguntou.
- Foi se encontrar com Jake e contar as novidades. – Respondi. – John disse para esperarmos aqui que vai dar notícias sobre o plano deles.
- Ele resolveu caçar o próprio irmão. – Theo comentou surpreso. – Não sei se faria o mesmo.

***
- O que aconteceu em NY, Jake? – Perguntei mais uma vez.
- Minha ex-mulher não mentiu, ela nunca conseguiu provas sobre meus envolvimentos com alunas. – Jake falou de maneira forçada.

Olhei para Jake decepcionada e virei meu olhar para Jared que continuava jantando sem nenhuma reação além de suas ironias.

- Eu tinha envolvimentos sexuais com elas, às vezes, separadas ou juntas... – Jake fechou os olhos.
- Você disse que nunca tocou nelas. Eram menores. – Retruquei com raiva. – Jake...
- Johnny me contou sobre isso uma vez e eu pesquisei. – Jared olhou Jake. – Nenhuma delas relataram a orgia de vocês.
- Você acha que isso muda alguma coisa entre nós, Jared? Você ainda matou Lily. – Limpei minhas lagrimas. – Sinto nojo de vocês, de vocês dois.
- Ele não terminou. – Jared gritou comigo.
- Minha ex-mulher descobriu quando paguei por um aborto de uma aluna. Nós brigamos e ela nunca conseguiu provar nada. – Jake abaixou a cabeça. – Eu neguei e fui embora para dar aula em universidades, era o melhor a fazer.
- Quis dizer fica com alunas maiores de idade? – Passei a mão no meu cabelo. – Quando eu descobri e confrontei, você negou tudo diversas vezes e me fez pedir desculpas quando eu estava certa.
- Eu menti, isso é verdade. – Jake tentou pegar minha mão. – Mas eu me arrependo todos os dias por não poder contar ou não poder voltar e nunca ter feito.
- Jared, continua sua história. – Encarei Jared. – Era esse o acordo, certo? Sua parte.
- Devo acrescentar que além de ser linda, inteligente e cativante, também é forte. – Jared bateu palmas. – Tem razão, é a minha vez. Vou continuar.

Jake virou a cabeça no sentido oposto e permaneceu quieto, sem conseguir me olhar nos olhos. Jared arrumou sua postura.

- Não entrei em pânico quando Lily estava quase morta no meu colo, mas fiquei preocupado já que os jovens de hoje não pensam nos lugares que vão transar e aquela cabana era um bom lugar. – Jared afastou seu prato. – Eu arrumei Lily e fui para o ginásio onde vi você pulando para pegar seu celular. Aquilo foi burrice, Taylor, muita burrice. – Jared parou. – Eu colocaria ela ali rápido e iria sair, mas aguardei porque tinha alguém lá dentro e estavam mexendo justamente nas coisas de Lily. Seria perfeito colocar culpa em outra pessoa porque há semanas Lily se sentia insegura com suas roupas sendo jogadas na piscina, aparecendo rasgadas, recados ameaçadores, ligações noturnas.... Eu desconfiei de uma pessoa, mas só vim descobrir naquela noite. Eu larguei o corpo de Lily no lado de dentro da saída de emergência e me escondi. Foi exatamente nessa porta que a pessoa tentou sair e quando ela viu Lily, surtou. Encheu o corpo de Lily de digitais e hematomas com tapas e apertos para acorda-la, ela ainda estava viva.
- Você culpou outra pessoa? – Perguntei inconformada.
- Essa pessoa colocou Lily dentro da piscina assim que Lily abriu os olhos por segundos e colocou Lily dentro da piscina viva ao invés de ajudar, segui ela para apagar as filmagens e me apresentei como testemunha ocular. – Jared riu. – Foi ela que descobriu seu paradeiro quando sumiu e ficou consumida com o ódio de você, me mostrou Jake. – Jared levantou. – Toda a mentira. Eu não culpei ninguém, mas eu fiquei quieto, afinal, não fui eu quem a matou.

Jared retirou todos os pratos e levou até a pia da cozinha, voltou com uma corda e começou a amarrar Jake. Ele alisou o cabelo de Jake.

- Você vai ficar aqui enquanto eu e Taylor iremos lá para cima. – Jared. – Fique quieto. Vamos?

Olhei para Jake e concordei em subir na sua frente. Fomos para o quarto de Jake e ele fechou a porta.

- Confio nele. Ficamos quase amigos. – Jared sorriu.
- Porque todo esse teatro? – Perguntei confusa.
- Eu gosto disso. – Jared. – E você tinha que saber toda a verdade sobre ele.
- Não te faz melhor que ele, Jared. Você matou uma inocente. – Afastei.

Jared alisou meu rosto de longe e puxou meu corpo para perto do seu. Virei meu rosto e tentei disputar força com ele, beijou-me forçadamente.

- Mantive tudo sob controle todos esses meses, mas você me machucou e não olhou para trás.
- Você ficou com Katheryn. – Retruquei. – Eu só quero o nome!

Ele travou por alguns segundos ao entregar um pen-drive. Mordeu os lábios.

- Antes me responde se já gostou de mim. De verdade. – Jared segurou o pen drive.
- Naquela época eu te amava. – Admiti. – Eu vi em você algo diferente de tudo que eu queria naquele momento e era bom, mas parece que Deus me alertou porque tudo mudou quando você foi atrás dela.
- Você dizia que ela poderia morrer. – Jared riu.
- Jamais quis a morte dela e mesmo sabendo que ela trapaceava a morte dela me levou a isso. Você sabia o quanto era importante a natação, a agua e colaborou para tirarem isso de mim. – Tentei não chorar. – Eu sinto medo, raiva de mim mesma por não saber fazer mais nada além de correr dos seus irmãos e de você.
- Quando soube que te machucaram.... Eu fiz ela pagar pelo o que fez. Do meu jeito ela pagou e agora você decidirá o que vai fazer com ela. – Jared entregou o pen drive. – Faça o que quiser porque quando você chegar na polícia, eu já vou estar dentro de um avião sabe Deus onde.

Peguei o pen drive e girei.

- E se não ter nada aqui?
- Quer sabem quem é antes de abrir? Então, vai ter que me dar um beijo.... De verdade para isso. Ai só tem provas, eu tenho os motivos.
- Não faça isso comigo. – O encarei triste. – Apenas diga ou não sofri o suficiente para dar um beijo onde não vou sentir nada além de vergonha.
- Você mentiu para ela por meses do seu paradeiro e estava em outro lugar transando com um professor enquanto a polícia te procurava, não confiava nela de verdade para contar sobre nós, sobre o que escondia, sobre nada... Ela diz que você humilhou ela e fez ela escolher a amizade errado porque você desprezou tudo que ela fez. – Jared pegou uma mala. – Ela é exagerada, então, eu sei que você tem uma versão. E ela pegou aqueles dois laranjas para espancar você através de segredos que ela descobriu deles e de muita gente que estuda com você. Ela é perigosa e gosta de expor as pessoas. Mas eu acho que você sabe de quem eu já estou falando, não é? Ela confrontou você com tudo que eu falei.
- Miley...

4 comentários:

  1. posta mais que ta bom

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu sabia que Miley não era uma santa! Eu sabia!
    E nem sei o que falar desses irmãos...
    Posta logo!

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, você estava certa sobre ela.
      Os irmãos "J's" são um caso perdido por aqui haha.
      Acabei de postar mais um.
      Beijos.

      Excluir

Theme by Corina B.